Comissão de Orçamento aprova texto básico do relatório

A Comissão Mista de Orçamento do Congresso aprovou por volta das 11h40 o texto básico do relatório do senador Romero Jucá (PMDB-RR) sobre o Orçamento Geral da União para 2005.Com a aprovação, os parlamentarem começam a votar os destaques propondo modificações no arranjo das despesas. Esta é a parte mais complicada da votação na Comissão pois exibe um total de 1.475 destaques apresentados. A única forma de votá-los sem demora é por blocos mas pra isso é necessário acordo dos proponentes e da liderança.Enquanto o relatório do senador Romero Jucá estava em votação, os representantes das bancadas estaduais ainda tentavam pressionar o relator por aumento dos seus recursos. Na última versão da consolidação das erratas às emendas coletivas, os Estados que mais ganharam nos ajustes de última hora foram, em ordem: Minas Gerais, R$ 41 milhões; Tocantins, R$ 36 milhões; Ceará, R$ 35 milhões; Amapá, R$ 32 milhões; Pernambuco R$ 30 milhões; Goiás R$ 24 milhões; Piauí, R$ 21 milhões; e Roraima, R$ 19 milhões.Perderam recursos nesta última fase, o Rio de Janeiro, R$ 84 milhões; Pará, R$ 7 milhões; Maranhão, R$ 6 milhões; Amazonas R$ 5 milhões; Santa Catarina e Espírito Santo, R$ 4 milhões cada; e Sergipe, R$ 2 milhões. O Estado de São Paulo teve um acrescimento simbólico de R$ 3 milhões. Individualmente, o estado melhor aquinhoado por recursos de investimento é Minas Gerais, seguido pela Bahia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.