Comissão da MP sobre status de Meirelles inicia sessão

Parlamentares de oposição ao governo abriram, por volta das 15h30, os trabalhos da comissão mista criada para analisar a Medida Provisória (MP) que eleva o status do presidente do Banco Central à categoria de ministro. O novo status concede ao presidente do BC foro privilegiado para responder a ações que venham a ser movidas contra ele. Até o momento, somente estão presentes à sessão parlamentares do PSDB e do PFL.Os trabalhos foram abertos com a presença de oito integrantes da comissão, pelo deputado Alberto Goldman (PSDB-SP). Segundo ele, é necessário esperar um quórum de 14 parlamentares para que a comissão delibere e eleja seu presidente. O governo está obstruindo os trabalhos para evitar a formação do quórum e conseqüente desgaste político do governo com a discussão da MP.A orientação da secretaria da comissão é de que deve haver um mínimo de nove parlamentares para realizar sessão, embora sem caráter deliberativo. No entanto, como não houve questionamento de governistas sobre o quórum, os trabalhos foram abertos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.