Comissão convida Cardozo para falar sobre Pizzolato

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados convidou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para falar, no dia 3 de dezembro a esta comissão, sobre a fuga do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado no processo do mensalão a 12 anos e 7 meses de prisão pelos crimes de formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro. A foto e o nome de Pizzolato já constam do site da Interpol (polícia internacional), na lista de procurados internacionais, chamada de difusão vermelha.

ELIZABETH LOPES, Agência Estado

20 de novembro de 2013 | 17h29

Segundo o deputado Duarte Nogueira (PSDB-SP), o requerimento para o ministro da Justiça comparecer à comissão tem a anuência do presidente deste colegiado, deputado Otavio Leite (PSDB-RJ). Na avaliação de Nogueira, é fundamental, neste momento, ouvir o ministro da Justiça sobre eventuais falhas ocorridas no monitoramento de fronteira e também verificar a atuação da Polícia Federal neste episódio, já que, em tese, o foragido estava com o passaporte apreendido. "Esperamos que ele compareça porque há muitas questões que precisam ser debatidas", disse o deputado tucano ao Broadcast Político, serviço de notíticias em tempo real da Agência Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
MensalãoCâmaraCardozo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.