Comissão confirma Palocci presidente da reforma tributária

Também foi eleito vice-presidente da comissão o deputado Edinho Bez (PMDB-SC)

Agência Estado e Reuters,

23 de abril de 2008 | 15h58

Por 20 votos entre os 23 possíveis, em eleição secreta, o deputado Antônio Palocci (PT-SP) foi confirmado nesta quarta-feira, 23,  como presidente da comissão especial da Câmara dos Deputados que vai analisar o projeto da reforma tributária. Pelo mesmo placar, foi eleito vice-presidente da comissão o deputado Edinho Bez (PMDB-SC).  Veja também:Leia a íntegra da reforma tributária  Veja a cartilha do governo que explica a reforma Veja os principais pontos da reforma tributária Assim que foi empossado, Palocci indicou o deputado Sandro Mabel (PR-GO) para ser o relator da proposta. A comissão iniciou reunião na tarde desta quarta-feira, 23. "O partido espera que a reforma tributária não seja a reforma do governo e sim da sociedade", disse o líder do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA). Segundo o deputado, o DEM vai defender a redefinição do pacto federativo, a simplificação do sistema tributário e a redução da carga tributária. O líder do PSOL, Ivan Valente (SP), afirmou esperar "que a reforma tributária seja feita com justiça social e aqueles que sempre ganharam desta vez percam."A comissão especial tem até 40 sessões para concluir os trabalhos. Até a 10a sessão, os deputados apresentam emendas e a partir daí o relator pode apresentar o parecer.

Tudo o que sabemos sobre:
Reforma TributáriaPalocci

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.