Comissão aprova recondução de Figueiredo à ANTT

A comissão de Infraestrutura do Senado aprovou hoje, por 16 votos a favor e uma abstenção, a recondução de Bernardo Figueiredo para o cargo de diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O nome segue agora para plenário, para aprovação. Durante sabatina na comissão, Bernardo Figueiredo defendeu o projeto do trem de alta velocidade (TAV) que ligará São Paulo ao Rio de Janeiro e disse que deverá ser licitado este ano. "Não existe alternativa de não se fazer nada", afirmou Figueiredo.

RICARDO BRITO, Agência Estado

15 de fevereiro de 2012 | 14h00

Para ele, não é sustentável economicamente manter a ligação entre as duas capitais apenas por via aérea e pela Rodovia Presidente Dutra. Figueiredo salientou que, desde o ano 2000, há estudos apontando para a viabilidade de se construir uma nova infraestrutura ferroviária entre as metrópoles. "Temos que dar uma solução", disse.

O senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) criticou os subsídios públicos previstos no projeto, que podem chegar a R$ 50 bilhões, e que poderiam ser destinados às áreas sociais. Figueiredo rebateu. Disse que estudos internos apontam que os subsídios públicos para o projeto devem chegar a R$ 8 bilhões. Ele não considera que o fato de se fazer o trem-bala poderá inviabilizar a realização de investimentos sociais pelo governo Dilma Rousseff. "Vamos tratar das duas coisas", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
transportesANTTSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.