Comissão aprova Orçamento com corte de R$ 12,4 bilhões

Redução é para compensar recursos perdidos com fim da CPMF; projeto ainda precisa ser votado no Congresso

REUTERS

28 de fevereiro de 2008 | 10h28

A Comissão Mista de Orçamentos (CMO) aprovou no final da noite de quarta-feira o relatório final do Orçamento da União para 2008, com um corte de 12,4 bilhões de reais para compensar a perda com arrecadação da CPMF, segundo informações no site do Senado. O Orçamento, apresentado pelo relator José Pimentel (PT-CE), realiza um corte de 12,4 bilhões de reais em custeio, pessoal e investimento como forma de compensar os 39 bilhões de reais perdidos de arrecadação por conta do fim da CPMF. O projeto orçamentário ainda precisará ser votado pelo Plenário do Congresso. Mais de 570 destaques de emendas ainda deverão ir a votação nesta quinta-feira, a partir da 10h30. O Orçamento foi aprovado com o Anexo de Metas e Prioridades, que o PSDB procurava retirar do projeto. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), afirmou que a manutenção das emendas no Anexo levaria seu partido a iniciar uma obstrução, inclusive na votação do orçamento pelo Plenário do Congresso. "Vamos negociar e, no final, vamos entregar o orçamento ao governo", afirmou o deputado Gilmar Machado (PT-MG), vice-líder do governo no Congresso e que participa das negociações sobre o Orçamento.

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICAORCAMENTORELATORIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.