Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Comércio fatura com ''''tapioca do ministro''''

Tapiocaria aproveita crise e batiza produto, pago somente com dinheiro

O Estadao de S.Paulo

19 de fevereiro de 2008 | 00h00

A CPI da Tapioca - apelido recebido pela Comissão Parlamentar de Inquérito que investigará o uso dos cartões corporativos do governo Lula - ganhou adeptos no comércio de Brasília. A tapiocaria O Paraíba, uma das casas mais tradicionais do gênero na capital federal, resolveu aproveitar o frisson em torno da criação da CPI para lançar a "tapioca do ministro", como a principal atração do menu.Trata-se de uma alusão à tapioca comprada com cartão corporativo, aquele destinado a gastos emergenciais, pelo ministro dos Esportes, Orlando Silva. O gasto, de R$ 8,30, foi feito em um concorrente, a tapiocaria Maria Bonita.Há 20 dias, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, ao falar das pressões pela instauração da CPI, ironizou: "O Congresso é quem decide. Mas não é o caso. Imagina convocar um ministro para explicar por que comeu tapioca. Vai virar a CPI da Tapioca."IGUARIA Ao lançar a última novidade da iguaria - também a R$ 8,30 -, O Paraíba informa que a "tapioca do ministro" tem sabor de pizza, mas só pode ser comprada com pagamento em dinheiro. No estabelecimento, não se aceita o dinheiro de plástico do governo, deixa claro o banner esticado na porta do comércio e flagrado ontem pelo Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.