Comerciários pedem fechamento das lojas aos domingos

Os comerciários de todo o País querem que o comércio seja fechado aos domingos. As principais lideranças da categoria foram ao ministro do Trabalho, Jaques Wagner, denunciar abusos que estariam sendo cometidos pelos patrões e pedir a revogação, por meio de medida provisória, da legislação em vigor, que permite às lojas tomar a decisão unilateral de abrir as portas aos domingos."Chegou o momento do basta", disse o presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo e tesoureiro da Força Sindical, Ricardo Patah. De acordo com Patah, a abertura do comércio aos domingos não gera emprego e faz com que os trabalhadores do setor tenham uma carga semanal de trabalho superior a 50 horas. "Viemos sensibilizar o ministro para a alteração da legislação e o resgate da justiça social dos comerciários", afirmou.Segundo a assessoria do ministro, Jaques Wagner se comprometeu a procurar o lado patronal para abrir negociação sobre o funcionamento do comércio aos domingos. Ricardo Patah admitiu que num momento de grande desemprego e queda de renda, como agora, pode ser difícil acabar, de uma vez, com o funcionamento do comércio aos domingos. "Nós não somos radicais, aceitamos negociar", disse o sindicalista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.