Comerciante suspeito de pneumonia continua internado

O comerciante chinês radicado na Bahia, Wong Hoi Hung, de 44 anos, continua internado no Hospital Aliança de Salvador, se recuperando de uma virose suspeita de ser a Síndrome Respiratória Aguda Grave, conhecida mundialmente como pneumonia asiática. Embora ele não apresente todos os sintomas da doença - principalmente a dificuldade de respirar - está sendo tratado como suspeito por ter passado três meses viajando pela China e retornado recentemente a Salvador, onde é dono de dois restaurantes.Segundo a superintendente de vigilância e controle de saúde da Secretaria de Saúde da Bahia, Maria Conceição Riccio, Hung será acompanhado até que fiquem prontos os exames da secreção do paciente, cuja amostra foi enviada ontem para o Instituto Nacional de Controle de Saúde da Fiocruz, com sede no Rio de Janeiro. Os médicos, enfermeiros e funcionários que circulam no pavimento onde Hung está internado foram orientados a usar máscaras cirúrgicas até que o caso seja esclarecido. Hoje o paciente estava apenas com uma febre leve.Funcionários do restaurante do comerciante e parentes, como sua mulher Lion Hung, não demostram qualquer preocupação dele estar com a pneumonia asiática. "Ele pegou uma virose do nosso filho que estava com gripe", disse Lion. Wong Hung decidiu procurar o Hospital Aliança para se internar preocupado com as notícias sobre a nova doença que começou numa região por onde ele acabara de passar.Veja o índice de notícias sobre a pneumonia atípica

Agencia Estado,

09 de abril de 2003 | 15h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.