Começa votação do pedido de cassação de Roberto Brant

O plenário da Câmara começou a votar o pedido de cassação do mandato do deputado Roberto Brant (PFL-MG), acusado de recebimento de dinheiro irregular do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza. A votação é secreta, feita em cédulas individuais. A expectativa é que seja concluída às 20 horas. Há uma longa fila nas duas cabines em que estão as cédulas. Para que Brant seja cassado, são necessários 257 votos - maioria absoluta dos deputados - a favor do parecer do relator, deputado Nelson Trad (PMDB-MS). Roberto Brant é o único parlamentar do PFL acusado de envolvimento no esquema do mensalão. O partido está confiante na absolvição do parlamentar. Os pefelistas contam com os votos do PT e da maioria das bancadas do PSDB, PMDB, PP e PL. Ele anunciou que não volta à vida pública independentemente do resultado da votação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.