Começa sessão destinada a votar LDO no Congresso

DEM ameaçava obstruir a votação caso não houvesse acordo sobre os pontos levantados pela oposição

Renato Andrade, de O Estado de S.Paulo,

15 de julho de 2009 | 19h38

O presidente em exercício da Câmara, Marco Maia (PT-RS), abriu nesta quarta-feira, 15, a sessão do Congresso destinada à votação da Lei de diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2010.

 

O líder do governo na Câmara, deputado Gilmar Machado (PT-MG), informou que a votação será possível a partir de acordo entre governo e oposição. Segundo ele, o governo cedeu nos dois pontos levantados pela oposição: o dispositivo que autoriza investimentos públicos no próximo ano mesmo sem a aprovação da lei orçamentária até 31 de dezembro de 2009; e o que permite que o custo das obras e serviços executados com recursos públicos tenha como base a "média dos preços" das tabelas oficiais de insumos.

 

O DEM ameaçava obstruir a votação caso não houvesse acordo sobre os pontos levantados pela oposição.

Tudo o que sabemos sobre:
LDO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.