Começa a valer punição a servidor que violar dado fiscal

A partir de hoje, o servidor público que violar o sigilo fiscal de um contribuinte será demitido e poderá ter a sua disponibilidade ou aposentadoria cassadas. A Medida Provisória ampliando a punição para esses casos foi publicada hoje, no Diário Oficial da União. A medida, porém, não atinge os funcionários que violaram os sigilos do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, e da filha e do genro do candidato do partido à Presidência da República, José Serra.

ROSANA DE CASSIA, Agência Estado

06 de outubro de 2010 | 09h09

A Receita Federal só permitirá acesso à conta de terceiros em casos específicos, que ainda serão regulamentados. Os empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) que violarem o sigilo fiscal serão punidos pela legislação trabalhista e pelo regulamento da empresa, com suspensão ou rescisão do contrato de trabalho por justa causa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.