Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Com vitória de Doria, PSDB marca prévias para março

Escolha do candidato tucano para disputar o governo de São Paulo vai ocorrer no dia 18, o que beneficia o prefeito

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

20 Fevereiro 2018 | 11h09

Com um placar de 16 votos a 8, o PSDB de São Paulo marcou para março as prévias para escolha do candidato do partido na disputa ao governo do Estado. O primeiro turno será no dia 18 e, caso necessário, o segundo no dia 25. Como o prazo para desincompatibilizações de cargos é em abril, a decisão beneficia o prefeito João Doria enquanto postulante da vaga no partido.

Os adversários do prefeito na legenda – José Aníbal, Floriano Pesaro e Luiz Felipe d'Ávila - queriam que as prévias ocorressem em maio, o que forçaria Doria a deixar a Prefeitura para entrar na disputa interna.

No sábado, 17, o  prefeito e o governador Geraldo Alckmin tiveram um encontro na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes. Segundo a Coluna do Estadão, os grupos de Alckmin e Doria teriam feito um acordo, pelo qual  não haveria prévias estaduais caso o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, desista de disputar a vaga de candidato do PSDB ao Planalto. Aliados do governador e auxiliares, no entanto, ainda não desistiram de emplacar uma alternativa a Doria na disputa pelo Bandeirantes. 

Já a possibilidade de filiar o vice-governador Márcio França (PSB) ao partido ou apoiá-lo na campanha foi praticamente descartada. No entorno de Alckmin, a avaliação é de que Doria conseguiu construir um grupo político consistente que estaria atuando de forma agressiva para vencer as prévias.

+++ 'Ninguém vota em traidor', diz vice-governador de SP

O grupo de Doria, por sua vez, comemorou o resultado da reunião de segunda. Especialmente pelo voto do prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, que é mais próximo da ala que resiste ao nome de Doria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.