Pedro França/Agência Senado
Pedro França/Agência Senado

Com três senadores, PL anuncia apoio a Pacheco no Senado

Candidato de Alcolumbre e Bolsonaro, senador já conseguiu aval de seis partidos na disputa

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2021 | 14h50
Atualizado 12 de janeiro de 2021 | 17h18

BRASÍLIA – O PL anunciou apoio a Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na eleição para a presidência do Senado. O partido, uma das siglas do Centrão no Congresso, tem três senadores.

Pacheco é o nome lançado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e avalizado pelo presidente Jair Bolsonaro. Até o momento, ele soma sete partidos que apoiam sua candidatura – DEM, PSD, PT, PROS, Republicanos, PL e PSC. Esse bloco agrega 31 senadores. Na quarta-feira, o Progressistas, com sete integrantes, deve anunciar aliança com Pacheco.

“A importância disso é que o PL vai unido com todas as suas forças participar da próxima gestão do Senado com a presidência do nosso senador Rodrigo Pacheco”, afirmou o líder do PL na Casa, Carlos Portinho (RJ), em vídeo distribuído pela assessoria de imprensa. O PL filiou Carlos Portinho, que estava no PSD, em dezembro.

O senador assumiu o mandato após a morte de Arolde Oliveira (PSD-RJ), vítima da covid-19. Na esteira das negociações para a sucessão, o PL recuperou o direito a ter um gabinete de liderança, com acesso a cargos e verbas, após a filiação. O gabinete é garantido apenas a legendas com três ou mais senadores, o que aumentou o cacife da bancada na negociação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.