Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Com PSD, Kassab assume Cidades; relembre suas articulações políticas

Ex-prefeito de São Paulo chega à Esplanada com partido criado por ele em 2011; veja cinco momentos que ilustram a política partidária da sigla, nem de direita, nem de esquerda, nem de centro

O Estado de S. Paulo

05 de janeiro de 2015 | 15h10

O ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD) assumiu nesta segunda-feira, 5, o Ministério das Cidades. Com sua indicação, o partido, criado por ele em 2011 e integrante da base aliada da presidente Dilma Rousseff, tem duas cadeiras na Esplanada - Guilherme Afif foi mantido no comando da Secretaria da Micro e Pequena Empresa. Agora definido por Kassab como um partido "centro radical", o PSD reúne em sua trajetória um arco diverso de alianças e apoios.

Em 2012, em meio a diálogos com petistas e tucanos, fechou apoio a então candidatura de José Serra à Prefeitura de São Paulo, de quem herdou o cargo em 2006 após o tucano disputar as eleições pelo governo de São Paulo. Apesar de ficar ao lado de Serra nas eleições municipais, dois dias após a derrota do tucano para o petista Fernando Haddad, o PSD indicou apoio ao futuro prefeito.

Em 2014, novamente Kassab sinalizou apoio ao PSDB na disputa ao governo do Estado, mas fechou com o PMDB de Paulo Skaf.

Relembre as idas e vindas do PSD:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.