Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Com PDT, PCdoB e PSB, Kassab tenta criar terceira via

De saída do DEM e próximo do PMDB, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, já articula uma base de apoio com PDT, PCdoB e PSB para consolidar uma "terceira via" política no Estado. Para promover o rearranjo, Kassab sinalizou ontem, em almoço com líderes das três legendas, que mudará de partido até o fim do ano. Ele deve reformular o governo a partir de janeiro para acomodar os novos aliados.

AE, Agência Estado

23 de novembro de 2010 | 11h33

O argumento para a transformação política do prefeito, bem-vindo no chamado "bloquinho", é acabar com a polarização entre PT e PSDB e abrir caminho para um movimento de "centro-esquerda" a partir de sua chegada ao PMDB. Na avaliação de dirigentes das siglas, o movimento garante força política suficiente para retirar dos tucanos o domínio do governo de São Paulo, que completará 20 anos ao fim da gestão de Geraldo Alckmin (PSDB).

Participaram do encontro os deputados Aldo Rebelo (PCdoB), Márcio França (PSB) e Paulo Pereira da Silva (PDT). À reportagem, Kassab disse que ofereceu o almoço para "conversas de fim de ano" e "tratar de assuntos da cidade". Segundo França, novo encontro está marcado para a primeira quinzena de janeiro. De acordo com ele, Kassab deixou clara sua disposição em compor um bloco de centro-esquerda com os três partidos com vistas às eleições de 2012 e 2014. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
KassabarticulaçãogovernoPMDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.