Com ironias, Haddad rebate críticas de vice de Serra sobre educação

Schneider afirmou que Secretaria de Educação não recebeu recursos do MEC quando o petista comandava pasta; candidato diz que repasse não foi feito por falha 'simples de resolver'

Débora Álvares, de O Estado de S.Paulo,

03 de julho de 2012 | 13h48

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, rebateu as críticas do candidato a vice-prefeito na chapa de José Serra (PSDB), Alexandre Schneider (PSD), de que a Secretaria Municipal de Educação não recebeu recursos do Ministério da Educação quando a pasta era comandada pelo petista.

"Se prefeitos de uma cidade com 50 mil habitantes não tiveram dificuldades em preencher um formulário, por que São Paulo, com 11 milhões de habitantes, não consegue? É uma dificuldade de tecnologia de informação, simples de resolver com um curso de capacitação", afirmou nesta terça-feira, 3, durante sua visita às obras do Palestra Itália, na zona oeste da capital.

Schneider foi secretário de Educação na gestão de Gilberto Kassab (PSD) e nesta segunda-feira, 2, foi apresentado oficialmente para ocupar a vice da chapa tucana. No evento, o vice fez críticas a programas desenvolvidos pelo MEC.

Marta Suplicy. Haddad comentou também a declaração da senadora Marta Suplicy que sinalizou mais claramente sua intenção de ficar distante da campanha municipal. O petista disse respeitar Marta e ter orgulho do trabalho realizado por ele na chefia de gabinete da Secretaria de Finanças durante a gestão da petista na Prefeitura. "(Tenho orgulho) Assim como participei com orgulho da administração da presidente Dilma", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012HaddadPTViceSerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.