Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Com foco nas eleições, Lula faz mais sessões de fonoaudiologia

Objetivo é fazer com que sua voz fique mais clara, resistente e forte para a agenda eleitoral

Daiene Cardoso, da Agência Estado,

05 de abril de 2012 | 13h58

SÃO PAULO - Depois dos cinco meses em que se submeteu ao tratamento contra o câncer na laringe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu fazer mais sessões de fonoaudiologia para recuperar e, principalmente, potencializar sua voz original. O objetivo é fazer com que a voz fique mais clara, resistente e forte para a agenda eleitoral que o ex-presidente pretende cumprir neste ano. Neste sábado, 5, após mais uma sessão de fono no Hospital Sírio-Libanês, Lula recebeu por meia hora o ex-jogador Ronaldo Nazário.

Lula tem feito sessões de fonoaudiologia desde janeiro, quando deu início às 33 sessões de radioterapia. Devido aos efeitos colaterais do tratamento radioterápico, o ex-presidente ficou com a voz rouca, teve inflamação na garganta, desenvolveu mucosite (inflamação na mucosa) e passou a ter dificuldades de deglutição e salivação. A deglutição, segundo sua assessoria, melhorou desde a semana passada, e a expectativa dos médicos é de que em dois ou três meses ele não tenha mais problemas de salivação.

De acordo com a assessoria do Instituto Lula, a voz do ex-presidente ainda não está 100% recuperada. Apesar de estar mais nítida e próxima do que era sua voz antes do tratamento quimio e radioterápico, Lula ainda não consegue manter o tom de voz em diálogos prolongados. Após algum tempo falando, a voz volta a ficar rouca e falha, o que é considerado uma sequela temporária do tratamento.

O ex-presidente nunca havia se submetido aos exercícios de fonoaudiologia antes e gostou da possibilidade de voltar aos palanques com a voz "ainda melhor do que antes". Como a radioterapia não deixou sequelas nas cordas vocais, o ex-presidente decidiu, em conjunto com as duas fonoaudiólogas do hospital, que manterá por tempo indeterminado as sessões diárias de 30 minutos.

Lula decidiu não viajar no feriado de Páscoa e permanecerá em seu apartamento em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. No próximo sábado, 7, a família vai comemorar o aniversário da ex-primeira-dama Marisa Letícia, que completará 62 anos.

No dia 14 deste mês, Lula fará sua primeira aparição pública, desde que recebeu a notícia de remissão completa do tumor na laringe, em inauguração de um Centro Educacional Unificado (CEU), em São Bernardo do Campo. Lula atende a um pedido especial do prefeito Luiz Marinho e estará na inauguração junto com estrelas da legenda, incluindo a senadora Marta Suplicy e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. O pré-candidato da sigla à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, também foi convidado.

Tudo o que sabemos sobre:
Lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.