Alan Santos/PR/AFP
Alan Santos/PR/AFP

Com cirurgia, Bolsonaro ficará 3 dias fora do cargo e terá gabinete em hospital

Segundo o Planalto, procedimento cirúrgico para corrigir hérnia não levanta preocupação sobre estado de saúde do presidente

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2019 | 23h32

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro se afastará do cargo por três dias para uma nova cirurgia a que será submetido no próximo domingo, dia 8. Após esse período, ele despachará de um gabinete provisório no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo

Bolsonaro passará por uma operação para corrigir uma hérnia incisional que surgiu no local onde ele foi atingido por uma facada, há um ano. De acordo com o Planalto, o procedimento não levanta preocupações sobre o estado de saúde do presidente e é mais simples do que as cirurgias anteriores.

Nos três dias de afastamento, o vice-presidente Hamilton Mourão assumirá a Presidência. Após esse período, pela previsão do Planalto, Bolsonaro poderá receber auxiliares a assinar portarias de um gabinete que será montado no hospital. Na cirurgia anterior, ele reassumiu o posto após dois dias e ficou 17 dias internado.

A expectativa é que, desta vez, o presidente fique 10 dias internado e seja acompanhado pela mesma equipe médica que o atendeu na retirada da bolsa de colostomia, em janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.