Collares classifica reforma da Previdência como absurda

O governo continua recebendo os mais duros ataques à reforma da Previdência, por parte de sua própria base aliada. Depois das críticas do deputado Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS),foi a vez do deputado Alceu Collares (PDT-RS). Utilizando frases de efeito como "o FMI não mudou, nós é que mudamos", Collares acusou a reforma da Previdência de "absolutamente absurda". Segundo ele, a proposta fragiliza o serviço público e mantém a proposta "neoliberal do Estado mínimo". Collares é contra a taxação dos inativos e considera isso um "atentado" ao direito adquirido dos servidores públicos aposentados. Segundo ele, o governo Lula está comprometido com o capital financeiro internacional, pois a reforma da Previdência está na carta do Ministério da Fazenda ao FMI. Collares defendeu a aposentadoria integral do servidor e a paridade com o salário dos servidores ativos. O pronunciamento do pedetista foi feito na Comissão de Constituição e Justiça, onde está sendo discutida a reforma da Previdência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.