Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Colírio é suspeito de cegar mais 3 pacientes

Dois homens e uma mulher operados de catarata em março deste ano no hospital Dom Moura, em Garanhuns, no interior pernambucano, ficaram cegos. Durante a cirurgia foi usado o gel Oft Visc, suspenso pela Agência Nacional de Vigilância (Anvisa) em maio, sob suspeita de provocar cegueira em pacientes de Belo Horizonte. A informação foi dada hoje pela Secretaria de Saúde, com base em relatório do comitê de acompanhamento dos pacientes que apresentaram problemas depois do uso do produto. De acordo com o relatório, a cegueira é irreversível porque houve infecção intraocular.No Estado, 24 pessoas apresentaram reação ao Oft Visc. O comitê avaliou oito pacientes até o momento ? incluindo os que perderam a visão. Os outros cinco não correm esse risco, mas se submetem a tratamento de processo infeccioso. Os 16 restantes passarão por exame oftalmológico completo a partir da próxima semana. O relatório será enviado à Anvisa para eventual formalização de denúncia contra o laboratório Oft Vision, de São Paulo, fabricante do medicamento.Até agora não foi constatada comercialização e uso do gel oftálmico Methyl Lens Hypac 2% em Pernambuco. Também suspenso pela Anvisa, o medicamento, igualmente usado durante cirurgias de catarata, é suspeito de ter provocado cegueira em pacientes no Rio de Janeiro.

Agencia Estado,

02 de julho de 2003 | 18h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.