Coligação de Aécio repudia violência contra fotógrafo

A Coligação Muda Brasil, do presidenciável tucano Aécio Neves, divulgou nota, nesta sexta-feira, 26, repudiando a violência ocorrida em ato de campanha realizado no início da tarde de hoje, em Taboão da Serra, onde o fotógrafo da AP André Penner e o editor de imagens da campanha, Guilherme Fazan, foram agredidos. A coligação do presidenciável tucano informou no comunicado que não contratou seguranças para o evento e que a segurança do candidato é feita pela Polícia Federal.

ELIZABETH LOPES, Estadão Conteúdo

26 de setembro de 2014 | 17h32

O incidente ocorreu durante curta caminhada de Aécio e de alguns correligionários, como o governador de São Paulo e candidato à reeleição Geraldo Alckmin, pelo centro comercial de Taboão da Serra, na tarde desta sexta. Em razão da forte chuva, a caminhada foi feita em menos de cem metros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.