Código Florestal pode não ser votado hoje, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), admitiu no início da tarde que o Código Florestal corre o risco de não ser votado hoje. "Neste momento, não tem garantia de votação hoje do Código", disse o deputado, pouco antes de participar de uma solenidade na Câmara.

EUGÊNIA LOPES, Agência Estado

24 de maio de 2011 | 12h58

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), está no Palácio do Planalto tentando fechar um acordo em torno do projeto. A presidente Dilma Rousseff não aceita a emenda apresentada pelo PMDB e apoiada pelos partidos da base que prevê anistia a produtores rurais que desmataram Áreas de Proteção Permanente (APPs) até 2008.

A proposta do governo é que nas pequenas propriedades (até quatro módulos fiscais), as APPs às margens dos rios só poderão ocupar até o limite de 20% da área. "Estamos tentando fechar um acordo e chegar ao máximo de entendimento", completou Maia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.