Código de Ética será votado na próxima semana

O líder do PFL na Câmara, deputado Inocêncio Oliveira (PE), informou que o Colégio de Líderes, na sua reunião de hoje, decidiu votar na próxima semana no plenário, o projeto que institui o Código de Ética e Conduta Parlamentar dos Deputados. O grupo também decidiu criar uma comissão pluripartidária para negociar a votação do projeto que restringe a imunidade parlamentar.Inocêncio Oliveira informou que o líder do PDT na Câmara, deputado Miro Teixeira (RJ), apresentou proposta para se estender aos Poderes Executivo e Judiciário, ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas da União (TCU) as exigências do Código de Ética dos deputados quanto ao sigilo bancário, fiscal e patrimonial.A proposta, segundo Inocêncio, será discutida somente depois da aprovação do Código de Ética dos deputados. De acordo com o líder do PFL, o plenário da Câmara discutirá na sessão de hoje o projeto de reforma do Código Civil, que deverá ser votado amanhã no plenário, se houver quórum.Inocêncio Oliveira acrescentou que, na reunião de hoje do Colégio de Líderes, não foi discutido o projeto que autoriza a Câmara a gastar R$ 8,5 milhões com publicidade. O líder pefelista afirmou que é contra a proposta, porque a Câmara já possui instrumentos de divulgação, como a TV Câmara, a Rádio Câmara e o Jornal da Câmara. "Não precisamos de propaganda para divulgação dos trabalhos da Câmara; isso quem faz é a imprensa", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.