CNT/Sensus: para maioria do eleitorado, Dilma é continuidade; Serra é experiência

Pesquisa também questionou quais são os critérios mais importantes que os entrevistados levam em conta na hora de escolher o candidato

Carol Pires, do estadão.com.br

17 Maio 2010 | 12h08

BRASÍLIA - A pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira,17, mostra que a maioria do eleitorado avalia que Dilma Rousseff significa a continuidade da política econômica e social do governo Lula. Dos 2 mil entrevistados entre os dias 10 e 14 de maio, 54,6% apontam Dilma como candidata da continuidade, enquanto 25,9% disseram que José Serra, do PSDB, daria prosseguimento as políticas de Lula. Marina Silva recebeu 5,9% dos votos nesta questão.

 

Veja também:

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifDilma venceria o primeiro turno, indica pesquisa CNT/Sensus

 

Quando a pergunta é qual o candidato que tem mais capacidade técnica e experiência administrativa, 46,1% indicaram José Serra. Dilma Rousseff foi lembrada por 33,1% dos entrevistados e Marina Silva (PV) por 6,9%.

 

A pesquisa CNT/Sensus também questionou quais são os critérios mais importantes que os entrevistados levam em conta na hora de escolher o candidato. O resultado foi: 445 levam em conta benefícios econômicos e sociais; 34,9%, currículo e experiência administrativa; 13,6% ponderam ambos os critérios.

 

Ainda 57,1%, em outra questão, afirmaram que os benefícios econômicos e sociais dos quais desfrutam foram gerados no governo Lula, enquanto 17,4% acreditam ter sido no governo Fernando Henrique Cardoso. Outros 16,2% acham que os benefícios são fruto de ambos os governos.

 

Dos entrevistados pela pesquisa, 17,4% disseram ser beneficiados ou conhecer alguém que o são por programas como Bolsa Família, Bolsa Alimentação, Bolsa Escola, Vale Gás, Fome Zero ou Programa Primeiro emprego. Em setembro de 2008, 15,9% responderam da mesma forma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.