CNT/Sensus: é alto total de eleitores com voto definido

O diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, chama a atenção para o alto número de eleitores que já decidiram o voto nas eleições presidenciais de outubro. O levantamento CNT/Sensus divulgado hoje mostra que, na pesquisa espontânea, 31,7% dos entrevistados não definiram a escolha ou pretendem votar em branco ou nulo. Na pesquisa estimulada para primeiro turno, esse porcentual cai para 14,3%.

FABIO GRANER E ANDRÉA VIANNA, Agência Estado

05 de agosto de 2010 | 12h31

Na pesquisa Ibope/TV Globo, divulgada no último dia 30 de julho, o número de votos brancos, nulos e eleitores indecisos chegou a 19%. Na última sondagem Datafolha, do dia 20 de julho, o número de pessoas que não definiram o voto na pesquisa estimulada coincide com o do Sensus: 14%. No entanto, na sondagem espontânea, 46% estavam indecisos ou pretendiam votar em branco ou nulo.

Ricardo Guedes afirma que esses números são baixos em comparação às eleições anteriores, em que a média de eleitores indecisos era de 50% dois meses antes do pleito. Ele atribui o elevado nível de decisão à satisfação da maioria do eleitorado com o desempenho da economia.

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve um índice de aprovação de 77% no levantamento divulgado hoje, abriu mais de 12 milhões de vagas formais no mercado de trabalho nos últimos sete anos e viabilizou a migração de 30 milhões de pessoas para a classe média.

Estados

A CNT/Sensus mostra que 50,1% dos entrevistados têm uma avaliação positiva do governador de seu Estado, enquanto 42,1% avaliam positivamente o prefeito da sua cidade. Na análise do governo estadual, 29,1% consideram o governador apenas regular e 14,8% têm avaliação negativa. No caso dos prefeitos, 26,6% têm avaliação regular e 27,2%, negativa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.