CNJ põe estatísticas da Justiça na internet

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou ontem o Justiça Aberta, sistema que permite a qualquer cidadão acessar dados estatísticos do Judiciário na internet (www.cnj.gov.br). Para seu presidente, Gilmar Mendes, isso vai melhorar a gestão do Poder. "A partir dos mapas será possível diagnosticar os principais entraves", contou o corregedor do CNJ, César Asfor Rocha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.