CNJ aponta falhas em tribunal baiano

Em visita ao Tribunal de Justiça da Bahia, uma equipe da Conselho Nacional de Justiça (CNJ) encontrou processos parados, citações e intimações que aguardam expedição e outros problemas num total de 30. A desembargadora Telma Laura Silva Britto, corregedora-geral da Justiça da Bahia, afirmou - por meio de ofício - que a corte está empenhada em superar "as enormes deficiências" encontradas pelo CNJ.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.