CNI vai pressionar Congresso para derrubar acordo do FGTS

O presidente da Confederação Nacional de Indústria (CNI), deputado CarlosEduardo Moreira Ferreira (PFL-SP), disse nesta quinta-feira que os empresários contrários aoacordo para o pagamento da correção do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)vão fazer pressão no Congresso para derrubar a decisão.Ele fez referência àsmedidas que serão encaminhadas pelo governo à Câmara e ao Senado para sustentar oacerto fechado com trabalhadores.Ele voltou a criticar a posição do governo, argumentando que há fórmulas alternativasao acordo. As propostas da CNI foram incluídas num documento, que foi encaminhado aoMinistério do Trabalho.?Ainda queremos convencer o Executivo, mas vamos trabalharno Congresso para que nossa opinião seja aceita pelos parlamentares?, disse MoreiraFerreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.