CNI pede pacto para retomada de agenda legislativa

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou nota hoje em que defende a realização de um "pacto que assegure uma agenda legislativa". A entidade diz que o Senado precisa superar o atual impasse político e retomar sua pauta. "As investigações são primordiais, mas seu curso não pode imobilizar o Legislativo", diz a nota. Na avaliação da entidade, a "atual crise política é localizada e o cenário econômico, adverso". "Há muito por construir. São necessárias ações mais sistêmicas para superar as adversidades do momento", completa.

SANDRA MANFRINI, Agencia Estado

05 de agosto de 2009 | 18h05

Na nota, a CNI lembra que a indústria brasileira responde por geração de emprego e renda e precisa da construção de consensos em torno de uma agenda mínima voltada à competitividade do País. "Há no Senado projetos importantes para o desenvolvimento brasileiro, a exemplo da Lei de Licitações, Cadastro Positivo e da Reformulação da Defesa da Concorrência, além de novas medidas para enfrentar a crise", destaca a nota.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoJosé SarneyCNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.