CNA vai monitorar invasões de terras no 'Abril Vermelho'

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) instalou um gabinete de crise vinculado ao Observatório das Inseguranças Jurídicas no Campo para monitorar invasões de terras promovidas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).

FABÍOLA SALVADOR, Agência Estado

19 de abril de 2010 | 17h27

Segundo a assessoria de imprensa da entidade, técnicos especializados e advogados estarão em contato com as Federações Estaduais de Agricultura e Pecuária, para obter informações sobre invasões ou outras ações promovidas pelo MST durante o "Abril Vermelho".

O gabinete de crise da CNA reunirá informações sobre as ações e o possíveis prejuízos causados pelas invasões em terras produtivas e prédios públicos. A ação faz parte da campanha "Vamos tirar o Brasil do Vermelho - Invasão é crime", lançada na última terça-feira pela CNA.

Ainda nesta semana será lançado um boletim diário com informações sobre número de invasões de propriedades rurais, pedidos de reintegração de posse movidos pelos produtores, ações deferidas pela Justiça e as decisões judiciais cumpridas.

Tudo o que sabemos sobre:
MSTAbril VermelhoinvasõesCNA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.