Clima tenso antecede chegada de Lula em Porto Alegre

A situação ficou tensa em frente ao Grupo Hospitalar Conceição, em Porto Alegre, onde manifestantes que gritam palavras de ordem a favor e contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva trocaram empurrões. Os manifestantes aguardam a chegada do presidente ao hospital, onde Lula irá inaugurar as instalações da nova área de emergência.Funcionários da Varig se juntaram ao protesto de servidores do Conceição, que criticam a possível transformação do hospital em uma fundação pública de direito privado. Segundo o presidente da Fundação dos Servidores do grupo hospitalar Conceição, Arlindo Ritter, a mudança geraria demissões e redução de salário. Eles defendem a transformação do hospital em empresa pública, nos moldes do que aconteceu com o Hospital de Clínicas, segundo o dirigente.Já os funcionários da Varig levaram faixas de apoio à reestruturação da empresa. Uma delas afirma: "Lula: trabalhadores da Varig querem investir do próprio bolso". Bandeiras do Psol e PSTU reforçam o grupo de manifestantes, com críticas ao presidente. Entre os manifestantes que gritam palavras de apoio, há bandeiras do PT.A Brigada Militar acompanha à distância a manifestação, que está concentrado na entrada principal do hospital, e faz barulho com apitos. A visita de Lula ao Conceição estava prevista para as 17h30, mas o cerimonial já avisou que há um atraso no roteiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.