Clima ruim adia viagem de Lula à Antártida

De acordo com a assessoria do Planalto, a viagem deve ser feita no domingo se o tempo melhorar

TANIA MONTEIRO, Agencia Estado

16 de fevereiro de 2008 | 09h04

A viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Antártida, com saída de Punta Arenas, no Chile, programada para acontecer na manhã deste sábado, 16, foi adiada. Segundo informou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, não há teto para decolar, ou seja, o clima ruim na região não permite o vôo por enquanto. A viagem estava programada para acontecer às 9h15, com chegada prevista para o meio-dia.De acordo com a assessoria do Planalto, há a possibilidade de o céu abrir um pouco na região, permitindo uma decolagem ainda neste sábado. As chances, porém, são remotas, e o prazo-limite para que se "abra uma janela" no céu a tempo de se realizar o vôo ainda neste sábado é ao meio-dia. Caso o clima não melhore, há a possibilidade de se tentar novamente amanhã. A viagem tem como destino a base brasileira na Antártida, e a comitiva do presidente é formada por 23 pessoas, incluindo a primeira-dama, Marisa Letícia, o filho mais velho de Lula, Fábio Luiz Lula da Silva (Lulinha), e os ministros da Defesa, Nelson Jobim, da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, e da Comunicação Social, Franklin Martins.Se a viagem de fato ocorrer, Lula será o segundo presidente a visitar a estação brasileira. O ex-presidente Fernando Collor visitou a região em 1991. Itamar Franco esteve na base, mas como vice-presidente. A base está em processo de modernização e ocupa 2.500 metros quadrados do continente antártico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.