Citado em gravação, Rocha Loures está em Nova York

Deputado do PMDB teria recebido mala com R$ 500 mil

Vera Rosa, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2017 | 21h31

BRASÍLIA - O deputado Rodrigo da Rocha Loures (PMDB-PR) está em Nova York, de acordo com sua assessoria. O peemedebista já havia viajado para um encontro com investidores antes da delação feita pelo dono da JBS, Joesley Batista, à Procuradoria-Geral da República.

Segundo reportagem do jornal O Globo, Joesley pediu ao presidente Michel Temer, em março, ajuda para resolver uma disputa relativa ao preço do gás fornecido pela Petrobrás à termelétrica EPE. A empresa pertence ao grupo comandado por Joesley. O presidente indicou, então, Rocha Loures para solucionar o problema. O deputado foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil.

Pelo serviço do deputado, haveria uma propina de R$ 500 mil semanais, durante 20 anos. Na gravação, Rocha Loures teria dito a Ricardo Saud, ex-diretor da J&F - holding controladora da JBS e de outras empresas - que levaria a proposta a alguém acima dele, o que foi interpretado pelo Ministério Público como sendo uma referência a Temer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.