Beto Barata/Estadão - 06.07.2011
Beto Barata/Estadão - 06.07.2011

Citado em delação, Agripino Maia vai a protestos contra Dilma

Presidente do DEM é investigado pelo Supremo por suspeita de envolvimento com esquema de corrupção na inspeção veicular no Rio Grande do Norte

Igor Gadelha, O Estado de S. Paulo

15 de março de 2015 | 17h16

São Paulo - O presidente nacional do DEM, senador José Agripino Maia (RN), participou do protesto contra o governo da presidente Dilma Rousseff neste domingo, 15, em Brasília. O político divulgou vídeo em sua página oficial no Facebook gravado na Esplanada dos Ministérios, na capital federal.

Na gravação, ele classifica o movimento como "pacífico", em "nome do Brasil que quereremos". Diferente do PSDB, o parlamentar defende o impeachment da presidente. Agripino foi citado pelo empresário potiguar George Olimpio em delação premiada ao Ministério Público do Rio Grande do Norte.

O empresário acusa o senador de cobrar mais de R$ 1 milhão para permitir um esquema de corrupção no serviço de inspeção veicular investigado pela Operação Sinal Fechado, do MP Estadual, em 2011. O caso foi divulgado no fim de fevereiro pelo programa Fantástico, da TV Globo. O parlamentar nega envolvimento.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosDilma RousseffAgripino Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.