DIDA SAMPAIO/AE
DIDA SAMPAIO/AE

Ciro reitera intenção de se candidatar à presidência

Em entrevista, deputado diz que decisão depende de ponderações de Lula; reunião com presidente é hoje

Luciana Nunes Leal, de O Estado de S.Paulo,

11 de agosto de 2009 | 14h34

Na noite de segunda-feira, 10, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) animou dirigentes e lideranças socialistas na Baixada Fluminense quando revelou que está decidido a ser candidato à Presidência da República.

 

Embora tenha ressalvado que não se trata de uma opção individual e que vai ouvir as ponderações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro reiterou a tese de que uma candidatura única da base governista, representada pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, é um risco e pode levar o tucano José Serra à vitória no primeiro turno. O deputado confirmou que participaria de um encontro com o presidente Lula marcado para esta terça-feira, 11.

 

Como acredita que a decisão final não será tomada este ano, Ciro estuda uma saída que não elimine a possibilidade de disputar o governo paulista: transferir o domicílio eleitoral para São Paulo até o fim de setembro. Com isso, atenderia a exigência legal para disputar a sucessão do governador tucano José Serra, mas continuaria pré-candidato a presidente.

 

Leia trechos da entrevista que o Estado publica na íntegra na edição desta quarta-feira, 12.

 

De que depende sua decisão sobre ser candidato a presidente ou a governador de São Paulo?

De uma orientação do meu partido. Não é uma orientação neutra, eu participo da reflexão que o partido está fazendo. Nós temos aliança com o presidente Lula e gostamos dessa aliança. Queremos convencê-lo das nossas percepções. Mas vamos ouvir com o maior respeito as ponderações do presidente.

 

O senhor defende a tese de que uma candidatura única da base do presidente Lula poderia dar a vitória ao governador José Serra no primeiro turno?

Nós pensamos que é um risco desnecessário, incabível, uma ameaça ao futuro do País colocar todos os dados numa única mão em um primeiro turno.

 

Qual é o prazo para o senhor escolher seu futuro em 2010?

Eu pessoalmente estou decidido. Sou candidato a presidente. Eu já escolhi. O resto agora são as outras variáveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.