Ciro propõe debate objetivo sobre defesa da Amazônia

Deputado diz que sua prioridade continua sendo o 'desenvolvimento', mas a 'sustentabilidade é uma condição'

Luciana Nunes Leal, da Agência Estado,

04 de setembro de 2009 | 16h24

Pré-candidato do PSB à Presidência da República, o deputado Ciro Gomes (CE) disse nesta sexta-feira, 4, que, na disputa de 2010, discursos e programas de governo terão que "dar conteúdo ao termo sustentabilidade". Ex-ministro da Integração Nacional do governo Lula e duas vezes candidato a presidente, Ciro afirma que sua prioridade "era e continua sendo o desenvolvimento e a sustentabilidade é uma condicionante".

 

Veja também:

link Aécio estuda pedir licença para costurar pré-campanha

 

Para o futuro, o deputado cita o desenvolvimento da Amazônia como um dos pontos que precisam de propostas objetivas. "O (ex-presidente) Fernando Henrique, para se livrar da confusão, estabeleceu reserva legal de 80% para todos os lugares", lembrou Ciro, que critica uma regra geral sem levar em conta características e potenciais diferentes da região.

 

Em 1996, diante de desmatamento recorde, o ex-presidente editou medida provisória que aumentou de 50% para 80% a reserva legal da Amazônia. No entanto, a lei não é cumprida e muitas propriedades não mantêm os 80% de vegetação natural.

Ciro considera "natural" que a presença da senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva (AC) - recém filiada ao PV depois de trinta anos no PT - na disputa presidencial "provoque reflexões" sobre o assunto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.