Ciro não crê em cassações e ataca FHC, Lula e Itamar

O presidenciável do PPS, o ex-governador cearense Ciro Gomes, disse acreditar na existência de um "acordão" entre o PMDB e o PFL para evitar a cassação dos mandatos dos senadores Antonio Carlos Magalhães e José Roberto Arruda. Afirmou que o presidente Fernando Henrique Cardoso abriu mão de sua autoridade simbólica, deixando de ser um exemplo de moralidade; insistiu em que seu concorrente pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, não tem experiência de governo, desconhece a realidade brasileira e tampouco possui um projeto para governar o País; e reconheceu que Itamar Franco, outro pretendente ao Palácio do Planalto em 2002, anda em más companhias (numa referência ao seu vice Newton Cardoso). Ciro fez as declarações em entrevista gravada na última sexta-feira e divulgada na noite passada no programa ?Passando a Limpo?, da Rede Record, quando também revelou que pretende obter o apoio do PTB e do PDT para a disputa presidencial do próximo ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.