Ciro insiste em aliança com Itamar

O pré-candidato do PPS à presidência da República, Ciro Gomes, reafirmou que, se o governador de Minas Gerais, Itamar Franco, for escolhido candidato do PMDB à sucessão presidencial nas prévias do partido, marcadas para 20 de janeiro, deverá conversar com ele para discutir uma aliança eleitoral para o pleito do próximo ano. Ciro observou que há várias afinidades entre ele e Itamar, uma delas a condição de ambos poderem receber votos dos eleitores que não se sentirem representados pelo PT. Quanto ao crescimento da candidatura da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PFL), ele disse que "não assusta?. ?Ela é bem-vinda. É mais uma pessoa para o debate. Isso faz parte da democracia". Ciro voltou a dizer que não deixará a disputa de 2002 caso o candidato do governo venha a ser o governador do Ceará, Tasso Jereissati, de quem é aliado no Estado e com quem mantém relações de amizade. Ciro Gomes criticou muito a imprensa, afirmando que ela não tem cumprido seu papel de mostrar com transparência a conjuntura política e econômica do País. Ciro Gomes previu que deverão disputar a sucessão presidencial, no próximo ano, quatro ou cinco candidatos competitivos. Ele acha que, se o governo não conseguir agregar a base, ele terá interesse em estimular o lançamento de vários candidatos "laranjas". Se conseguir agregá-la, prevê Ciro, vai preferir que haja poucos candidatos da base governista, para permitir uma disputa centrada entre o candidato do governo e da oposição. Para Fernando Henrique, no entender de Ciro, é melhor a disputa de seu candidato com o atual pré-candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva. Ciro discordou de duas declarações feitas hoje por Fernando Henrique, durante a solenidade de posse de novos ministros. A primeira delas, de que é contra antecipar o debate sucessório. Para Ciro, o presidente está errado. Segundo ele, as campanhas não estão nas ruas. O que está havendo é debate nas bases. A outra é a previsão do presidente de que a economia do País ainda vai crescer 3%, neste ano. Ciro não acredita nisso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.