Ciro imita FHC e fala em fascismo

O candidato à presidência pelo PPS, Ciro Gomes, reagiu hoje com irritação diante das insinuações de que seria contra a cassação do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA). Para ele, houve má intenção com o propósito de tumultuar a corrida pela sucessão presidencial. "Isso é fascismo, e não democracia", disse, imitando o presidente Fernando Henrique Cardoso, que também usou o termo para se queixar das críticas ao seu governo Ciro Gomes, que fez uma palestra para 150 vereadores, em Foz do Iguaçu, no Paraná, considerou "fraude" o envolvimento do nome dele, uma vez que o PPS, partido dele, tem a relatoria do processo de cassação de ACM. Ele prevê a volta de ACM ao Senado em 2002, com 70% dos votos dos eleitores baianos. Para o ex-ministro, a violação do painel do Senado e a celeuma em torno da cassação do senador estão sendo usadas como cortina de fumaça para encobrir as questões mais graves do governo federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.