Estadão
Estadão

Ciro Gomes diz ter 'convicção' de que Exército respeitará a Justiça

Pré-candidato do PDT reagiu às declarações do general Eduardo Villas Bôas, que, às vésperas do julgamento do STF do habeas corpus de Lula, disse que o Exército “está atento às suas missões institucionais’

Marianna Holanda, O Estado de S.Paulo

04 Abril 2018 | 15h09

O presidenciável do PDT, Ciro Gomes, disse nesta quarta-feira, 4, que tem “convicção” de que o Exército, “na figura de seu comandante”, respeitará a Justiça. Sua fala foi uma reação às declarações de ontem do comandante geral do Exército, Eduardo Villas Bôas, que disse “repudiar” impunidade e ainda afirmou que o Exército “está atento às suas missões institucionais’.

++ AO VIVO: STF decide futuro de Lula

++ Supremo pode ser ‘indutor’ de violência, diz general da reserva

“Tenho convicção de que o Exército, na figura de seu comandante, também respeitará a Justiça brasileira”, afirmou o ex-ministro em suas redes sociais, sem citar nominalmente Villas Bôas. “O respeito à Constituição brasileira é fundamental se desejarmos manter a civilidade, recuperar a democracia e garantirmos a paz. Isso passa também pela garantia de que as decisões do Supremo Tribunal Federal serão respeitadas e obedecidas”.

As declarações do comandante do Exército foram às vésperas de o STF começar a julgar nesta tarde o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista foi condenado na segunda instância a 12 anos e um mês de prisão.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.