Ciro Gomes diz que vai insistir em pedido contra Temer

'Consumado o golpe, vamos renovar o pedido de impeachment de Temer, porque há razões substantivas para isso', disse em evento em Fortaleza

Carmen Pompeu, especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

12 de agosto de 2016 | 07h50

FORTALEZA - O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) disse nesta quinta-feira, 11, em Fortaleza, que, “consumado” o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, ele vai ingressar com um novo pedido de impedimento do presidente em exercício Michel Temer.

“A Câmara mandou arquivar o pedido que fizemos contra Temer. Mas, uma vez consumado o impeachment da Dilma, vamos renovar. Consumado o golpe, vamos renovar o pedido de impeachment de Temer, porque há razões substantivas para isso.”

Ciro, que participou de uma feira de autopeças no Centro de Eventos do Ceará, disse considerar “remota” a probabilidade de Dilma voltar à Presidência. “Fica cada vez mais claro que a probabilidade é de impeachment. Para mim, não foi surpresa nenhuma o placar de 59 a 21 na votação do relatório.”

Para o ex-ministro e ex-governador, o PT vai pagar um preço “merecidamente por envolvimento em escândalos” nas eleições deste ano. Quanto ao PDT, disse acreditar que a legenda “sairá das eleições com ganho capital ou a avançar”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.