Ciro Gomes determina retirada de invasores do MST na Bahia

O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, determinou nesta terça-feira à presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) a adoção de providências judiciais para a imediata retirada dos cerca de 900 integrantes do MST que invadiram, na segunda-feira, a área do Projeto de Irrigação Salitre, no município de Juazeiro, na Bahia. Segundo nota do Ministério da Integração, a Codevasf foi instruída para retomar a área invadida, conforme prevê a lei e excluir "definitivamente" do plano de assentamento do projeto Salitre, todos os que invadiram a área do empreendimento. Integrantes do MST ocuparam na madrugada de segunda-feira o terreno da estação de bombeamento para reivindicar o assentamento de 800 famílias e cobrar uma definição do governo federal sobre a distribuição dos lotes. É a segunda ocupação em menos de um ano.As famílias entraram na área da estação onde existem vários equipamentos elétricos e hidráulicos, considerados perigosos pelos técnicos da Codevasf. O canal da irrigação, que está cheio, também se constituí um risco, pois os sem-terra estão acompanhados de várias crianças.

Agencia Estado,

14 de março de 2006 | 14h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.