Ciro critica postura de FHC sobre ataques terroristas

O ex-ministro da Fazenda e candidato do PPS à Presidência da República, Ciro Gomes, criticou a maneira como o presidente Fernando Henrique Cardoso está tratando os ataques terroristas. "Estou impressionado com o comportamento do presidente, que está usando a tragédia como álibi para justificar a situação econômica do Brasil", afirmou. Ciro disse que o presidente "jamais poderia explorar um episódio covarde", como o que ocorreu nos Estados Unidos, para justificar os problemas econômicos do Brasil. Durante esta tarde, Ciro Gomes irá se reunir com presidente Nacional do PDT, o ex-governador Leonel Brizola, para discutir uma eventual aliança para 2002. Brizola terá reunião com a bancada do partido na Câmara e depois poderá anunciar o seu apoio formal a Ciro Gomes. Ciro disse ainda que o governador de Minas, Itamar Franco, poderá apoiá-lo na campanha para 2002 mesmo permanecendo no PMDB para disputar uma vaga no Senado. Ressaltou, no entanto que não há nenhum acerto com este objetivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.