Ciro critica política social do governo

O candidato do PPS à presidência, Ciro Gomes, criticou nesta segunda-feira a política social do governo federal e defendeu como solução algo semelhante ao programa de Renda Mínima, encampado pelos senador Eduardo Suplicy (PT-SP).?Essas políticas compensatórias são um fim em si mesmas. Bolsa isso, bolsa aquilo, não tem efeito nenhum?, afirmou, durante debate promovido pela Universidade de São Paulo.O ex-ministro também ironizou o PFL e classificou-o como ?não-partido?. ?Qualquer sociólogo de ponta de esquina definiria o PFL como um não-partido. Ele é uma junção de oligarquias.?Ao responder se a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, seria também uma não-candidata, Ciro Gomes preferiu mudar de tom. ?Ela é uma candidata respeitável.?No momento mais acalorado do debate, porém, o pré-candidato do PPS discutiu com um jornalista sobre seu suposto ?voluntarismo? e fez questão de citar Roseana e o governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho.?Porque a Roseana não é voluntarista? Porque o Garotinho não é voluntarista?? Da platéia, a namorada do ex-ministro, a atriz Patrícia Pillar, vibrou com os momentos mais quentes da discussão e trocou olhares e sorriso com o namorado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.