Valéria Gonçalvez/AE
Valéria Gonçalvez/AE

Ciro critica generalização sobre mau uso de passagens

Deputado, que participa da festa do 1º de maio em SP, reclamou por ter sido incluido nas denúncias

Carolina Freitas, Agência Estado

01 de maio de 2009 | 12h16

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) mostrou-se indignado nesta sexta-feira, 1º, diante da generalização de denúncias de mau uso de passagens aéreas por integrantes do Congresso Nacional e voltou a negar que tenha cometido irregularidades. "Me preocupa essa generalização, que destrói a respeitabilidade institucional", disse Ciro. "Eu não uso (as passagens), nunca usei e meu nome foi envolvido (nas denúncias) fraudulentamente."

Apesar de defender a distinção entre os políticos que cometeram e os que não cometeram abusos, Ciro disse que qualquer privilégio ou "frouxidão moral" é "intolerável". Sobre os palavrões proferidos por ele quando comentou na semana passada sobre as denúncias do uso das passagens indevidamente, Ciro admitiu não ser essa sua "melhor virtude", mas minimizou o episódio.

 

"No cafezinho, no bar ou na feira, qualquer brasileiro pode soltar uma imprecação". Ciro é um dos convidados pela Força Sindical para participar do ato político que vai abrir hoje as comemorações do 1º de Maio, na Praça Campo de Bagatelle, zona Norte de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
CâmarapassagensCiro1º de Maio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.