Ciro busca apoio para aliança entre PT e PSDB em MG

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) conversou ontem com o ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), para tentar demovê-lo da intenção de criar uma frente contra a eventual aliança entre petistas e tucanos em Belo Horizonte. Após um encontro com o prefeito da capital mineira, Fernando Pimentel (PT), Ciro disse hoje que o ministro alegou que está "incomodado", porque sofre pressão dos quadros do PMDB. "Mas o que eu senti, não foi o que ele me disse. O que eu senti é uma vontade, legítima na minha opinião, de também participar desse momento histórico", afirmou o ex-ministro da Integração Nacional.Costa, junto com o vice-presidente da República, José Alencar, do PRB, ameaçam se unir ao DEM e uma ala do PT mineiro - ligada ao ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias - em oposição à aliança costurada pelo governador Aécio Neves (PSDB) e pelo prefeito.O ministro das Comunicações trabalha para ser candidato ao governo do Estado em 2010 e tenta minar a articulação e os planos de Pimentel, que também se move de olho no Palácio da Liberdade. O sucesso da eventual aliança, para o prefeito, pode representar o cobiçado apoio do governador tucano na disputa na disputa estadual.Ciro relatou a Costa que é um entusiasta do acordo proposto em Belo Horizonte. O candidato escolhido para o eventual palanque único é o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Márcio de Araújo Lacerda. Filiado ao PSB, Lacerda foi o coordenador geral da campanha presidencial de Ciro em 2002 e ocupou o cargo de secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional, de 2003 a julho de 2005."O que Minas está dizendo ao Brasil? Que o interesse público está acima dessas mundanices paroquiais, dessas disputas de grupos e de pessoas, que tanto mal têm feito ao País", afirmou o deputado cearense, que mais uma vez condenou a "radicalização" entre PT e PSDB em São Paulo.

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

20 de março de 2008 | 16h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.