Circo tinha strip-tease de menores e venda de maconha

Os donos de um circo que se apresentava na cidade de São Sebastião do Passé, região metropolitana da capital baiana, foram presos na noite de terça-feira, acusados de promover números de strip-tease de adolescentes e vender maconha durante as apresentações.Os malabaristas Wellington Soares de Souza, o "Buzininha", Marivaldo dos Santos, o "Mister Marcos", e Raimundo Jesus dos Santos, o "Mister John" foram denunciados à polícia por pais e mães indignados com o que viram ao levar seus filhos para ver o "espetáculo". Eles confessaram que permitiam a venda de maconha na platéia e contaram que também usavam a droga antes de entrar no palco, onde faziam números de malabarismo, equilibrismo e o show do atirador de facas. Apesar do risco de trabalhar drogados, garantiram que nunca houve acidentes.As garotas de 14 e 17 anos, ouvidas na delegacia, contaram que chegaram a namorar os acusados. Elas eram chamadas ao palco para dançar e tiravam as roupas. Em seguida faziam gestos obscenos. Os três serão processados por tráfico de drogas e corrupção de menores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.