Cinco ''sanguessugas'' são condenados

A Justiça Federal de Mato Grosso proferiu as 7 primeiras sentenças contra integrantes da máfia dos sanguessugas, esquema de superfaturamento de ambulâncias. Dois foram absolvidos e 5 condenados à prisão (de 1 a 4 anos) - Aristóteles Gomes Leal Neto, Teresa Rolim Félix, Bento José Alencar, Manoel Vilela de Medeiros e Maria Estela. As penas de restrição de liberdade foram substituídas por prestação de serviços e multas por danos morais à União de R$ 12 mil a R$ 30 mil. Cabe recurso. Os advogados de Gomes e Alencar disseram que não há provas. O Estado não conseguiu falar com a defesa dos demais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.