CInco mil policiais federais aderiram à greve, diz a Federação

Cerca de 5 mil policiais federais, peritos e papiloscopistas estão em greve em todo o País, segundo avaliação feita pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). A categoria reivindica equiparação salarial de nível superior, que elevaria os salários de R$ 4,1 mil para R$ 7,2 mil. No primeiro levantamento feito pela categoria por volta das 11 horas da manhã de hoje, apenas Minas Gerais não tinha aderido à greve. Segundo a Fenapef, no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina a paralisação era de 90% e, na parte restante do País, de 70%. O presidente da Fenapef, Francisco Carlos Garisto, informou que apenas os serviços essenciais estão funcionando, garantindo que 30% do pessoal, conforme determina a Constituição, continuam trabalhando.Em Brasília, o maior problema se verifica na emissão de passaportes. "Vamos atender só casos especiais", disse o presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal, Fernando Honorato. O Ministério da Justiça não quís se pronunciar sobre o movimento, desencadeado pela manhã, sem prazo para terminar. O governo, no entanto, se propôs a retomar as negociações, o que ainda não foi aceito pela categoria. A direção-geral da Polícia Federal fará um balanço, no final da tarde, para avaliar o porcentual de paralisação. Até por volta de 12 horas, não foi registrado nenhum incidente na greve.ParanáNo Paraná, os 500 policiais federais do Estado só estão atendendo os serviços emergenciais, como as emissões de passaporte na fronteira do Brasil com o Paraguai. As investigações, trabalho considerado prioritário pela polícia, estão suspensas. Segundo o presidente do Sindicato da Polícia Federal no Paraná, Luiz Souza Almeida, desde às 8h, as atividades estão paralisadas.Outra reivindicação da categoria é o pagamento das contas básicas, como luz, água e aluguel, já que em muitas cidades estão ocorrendo despejos o que, segundo Almeida, é humilhante para a categoria. Na fronteira, ainda de acordo com o presidente do sindicato, o turista estrangeiro está sendo atendido prontamente.Leia maisPF também pára no RioPF entra em greve em AlagoasPF entra em greve hoje; adesão pode ser de 90%

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.